27.3.07

Pode cedo, pode tarde, nada substitui a poda de março



O velho ditado dos viticultores nos ensina qual o momento ideal para a poda. Desde a queda das folhas em novembro até março antes da brotação (débourrement) em abril as videiras devem estar podadas. É que no momento da poda a videira chora, este choro é rico em açúcares e ácidos e aumenta a sensibilidade da planta à geada, por isso o corte deve ser oblíquo e em sentido oposto ao broto para não molhá-lo, pois molhado e caindo uma geada este morreria. Em março com o clima mais ameno, ela vai parar de chorar mais rápido, vai secar, cicatrizando o corte e oferecendo menos risco de contrair doenças. Nem sempre é possível realizar a poda em um só mês, sobretudo se o vinhedo é grande. O viticultor procura sempre deixar para março a poda das melhores parcelas, isto é, daquelas que darão os melhores vinhos.

2 comentários:

Livia Macedo disse...

Parabéns pelo blog inteligente e esclarecedor.
De longa data, o vinho está presente na cultura dos povos como a bebida eleita nos congraçamentos e celebrações. O livro mais antigo do mundo, a Bíblia, dá esse testemunho. Hoje, sofisticado, o vinho percorre as nações, chega às prateleiras dos supermercados e vem parar nas nossas mesas. Com sua ajuda, Rogerio, o vinho está regando nossos computadores.

ROGERIO REBOUÇAS disse...

Completando
O corte recomendado hoje é o reto mas o oblíquo continua predominando.